Foto: O Cafezinho

Tudo vira memes e piadas aqui no Brasil, e com o tal escândalo da produção frigorífica brasileira não foi diferente: recebi um tanto de piadinhas quanto a fazer churrascos com caixas de papelão e etc. Entretanto, sou cética em relação a alguma mudança consciente no consumo da carne pelos seres humanos depois desse tal escândalo.

tudo celualr
Meme.

A única coisa que vai acontecer, e que já está acontecendo, é um enorme prejuízo à economia brasileira com a diminuição das exportações desses produtos, devido a toda incredibilidade adquirida pelos produtores no mercado internacional, além do aumento do desemprego no setor, num contexto de grave crise econômica (que sempre atinge os mais pobres e mantém os mais ricos no seu lugar ou em patamares superiores), a qual tende por se perpetuar, a meu ver, devido às políticas de austeridade tomadas pelo atual governo.

Na minha concepção, não deveríamos e não poderíamos criar animais para o abate, pois não temos esse direito, não somos superiores para poder tirar a vida de outros seres para consumir sua carne por prazer. Porém, não me divirto quando vem à tona uma denúncia tão grave quanto essa, de uma forma muito mal explicada e até mesmo muito exagerada.

Desde que o animal morreu, seu corpo está em estágio de decomposição. A carne apodrece por si só. Consomem-se cadáveres em decomposição. É claro que as indústrias adicionam componentes químicos para que se conserve esse alimento putrefato, isso não deveria ser novidade. Tudo bem, tudo tem limites… Mas não me surpreende que as taxas de produtos químicos estejam acima dos limites, assim como acontece com os vegetais, os cereais, as frutas, em relação aos agrotóxicos.

Porém, deve-se ter cautela e maior responsabilidade quanto a esse tipo de denúncia, pois enquanto o consumo da carne for normalizado e “cultural”, teremos toda uma cadeia produtiva que envolve um imenso número de trabalhadores, movimenta altíssimas quantias de capital e possui extrema importância tanto na economia interna quanto no comércio exterior do Brasil e de tantos outros países.

A única coisa que a mídia e Polícia Federal conseguiram foi descredibilizar as indústrias. Nenhum tipo de consciência social vai ser criada a partir disso.

A indústria da carne é cruel em todos os sentidos: ela cria animais destinados a morrer de forma bruta, ela destrói o solo de tal forma que uma posterior recuperação é quase impossível, ela desmata, ela consome as maiores quantidades de água, ela desumaniza as pessoas que trabalham no setor. Quem consome carne deve ter a consciência de que ela faz muito mais mal do que bem, independentemente de incorretas interpretações em relação a papelões ou a ácidos nela contidos.

Acho que os seres humanos irão evoluir até um dia em que terão total consciência da desnecessidade do consumo da carne para uma possível sobrevivência.

Por enquanto, não acredito que a Operação Carne Fraca ajudará em algo desse tipo; vi apenas um delegado querendo se auto-afirmar e falando coisas às vezes desconexas e mal explicadas, e uma mídia sensacionalista se aproveitando da situação para aterrorizar, manipular e desviar a atenção da população para coisas que mais importam no atual cenário político, econômico e social.

Já sei que a receita Judiciário + Polícia Federal + Mídia manipuladora só leva esse país às ruínas, mesmo.

 

Anúncios