Foto: R7

Escândalos sobre o Mineirinho dispensam comentários. Desde que se projetou nacionalmente, ao concorrer às eleições de 2014 e ser um eterno derrotado, Aécim viu o feitiço virar contra o feiticeiro: se aqui em Minas ele era completamente blindado pela mídia local, no âmbito nacional, nem o P.i.G o poupou. Se queimou mais que ninguém e já cogita se candidatar, em um próximo pleito, a deputado federal, porque talvez seja o máximo que consiga chegar depois de as pessoas finalmente saberem quem é essa figura sujismunda no mundo da política.

Propina era o que o Mineirinho mais sabia pedir: ele, com aquela voz fanha e a língua levemente presa, e a cabeça, a irmã Andrea Neves. Quando o panfleto veja o colocou na capa, diante de mais um scandal de propinas, falou que ia processar. Bom mesmo é quando ataca só o outro lado e o poupa, como ele estava acostumado. Sempre digo que, diante dos infortúnios que assolaram esse país desde a vitória de Dilma em 2014, ver o Aécio perder em Minas e sua queda celestial foi minha maior alegria. Sim, eu sou má com quem é muito, muito mau e faz muito, muito mal para o país.

Agora, o M.T… O M.T chegou ao poder por vias não democráticas. Na linguagem de nós, petistas, como costumam dizer, por um golpe. Um golpe descarado e cínico, mas que teve apoio de muita gente, daqueles que se acham no topo da sociedade profundamente estratificada em que vivemos, daqueles que, creio eu, ainda com resquícios de inocência, viraram marionetes do P.i.G, voluntária ou involuntariamente e estavam cegos de ódio, ódio de classe e misoginia.

Coxinhas e figuras emblemáticas como os isentões estão hoje escandalizados com a descoberta de que M.T, peemedebista, fisiocrata, raposa velha, é corrupto.  Essa pessoa usurpou o poder, como ele mesmo disse, como ele mesmo reconhece, com o único intuito de retornar as velhas bases da política que haviam sido ligeiramente rompidas por 13 anos de um governo de centro-esquerda. Faltou dinheiro público para os bancos, para a rede globo, alguém tinha que ir lá para retirar todos os direitos conquistados, para desmontar o Estado, para desmantelar saúde e educação, direitos trabalhistas e previdenciários, porque isso é gasto com pobre, com ralé, não vai para quem realmente manda no sistema.

Porém, hoje o P.i.G resolveu noticiar, e deve haver muuito interesse escuso por trás, como sempre, que o M.T comete atos corruptíveis. Isso não estava claro quando vazaram o áudio do Jucá, quando um monte de ministros de seu governo de homens brancos e velhos estavam envolvidos em esquemas de corrupção com complicações na famigerada Lava Jato, quando, antes de qualquer coisa, o PMDB assumiu o poder executivo federal sem concorrer a uma eleição, que partidos que eram da base aliada do PT passaram para o outro lado para garantir cadeiras ministeriais, que o PSDB, interessado direto no golpe, passou a fazer parte da base aliada porque só assim para voltar para a situação de governo, já que não consegue nas urnas.

Isso não esteve claro quando, a primeira coisa que fizeram quando M.T usurpou a cadeira presidencial, foi legitimar pedaladas fiscais, então crime que forjou um processo de impedimento da presidenta democraticamente eleita. Quando a PEC 55 foi votada, depois de jantares e mais jantares bancados pelo planalto aos congressistas. Quando reformas que vão atingir toda a população passaram a ser votadas, ou quando se descobriu que a babá do “Michelzinho” é paga com dinheiro público.

Mas hoje, a rede globo resolveu mostrar ao mundo, porque ela é dona da verdade, dona dos escândalos, dona do governo, tira e põe quem ela quer, que “poxa, tudo isso agora, quando o país parecia estar no rumo ‘certo’… É, isso está errado, que absurdo”. E há uma imensa revolta no país. Panelas não têm mais graça… Muita gente ainda deve estar envergonhada, quem tem o mínimo de senso crítico. Mas nunca voltariam atrás, porque, apesar de todos os pesares, o maior objetivo foi conquistado: tirar um governo que possibilitou, a passos tímidos, mas pela primeira vez na história dessa eterna colônia, uma pequena mobilidade social.

O grande legado do isentão é esse: ao dizer que “odeio política”, “político é tudo igual, farinha do mesmo saco”, e se abster e se resignar diante do golpe de estado que rompeu com a nossa jovem democracia, mais uma vez, é que escândalos como esses farão parte da rotina, ainda mais de um governo ilegítimo, que não tem qualquer compromisso com a população e diante do qual ninguém poderá fazer mais nada. Sem qualquer controle, quem deixou com que os votos fossem confiscados e jogados no lixo, terá que viver a eterna culpa e o eterno remorso de permitir que o ódio e a alienação deliberada falassem mais alto.

=//=

Atualizações 18.05

  • A cabeça do Aécio Neves já foi presa preventivamente, falta o corpo, mas este é mais difícil… Suas formas de prisão estão previstas na CF/88 e ele tem foro privilegiado, o processo é diferente.
  • Quem decide quem será presidente do país é a Globo.
  • A CF/88 deixa muitas lacunas sobre as eleições indiretas nesse caso e não houve legislação infraconstitucional para regulamentar… Isso é um problema.
  • Quem sofre impeachment nesse país é quem não comete crime algum.
  • O MT não vai renunciar para não perder o foro, obviamente. E porque ele não tem mais nada a perder, chegou ali por vias ilegais, já está no fim da vida mesmo e de qualquer forma entrará nos livros de história como presidente do Brasil…
Anúncios